google-site-verification: google90e7369a9bb5e022.html

Como utilizar o Data Studio e o Google Ads?

Como utilizar o Data Studio em combinação com o Google Ads?

 

Muitos de nós passamos demasiado tempo a fazer relatórios para apresentarmos aos diferentes stakeholders das nossas organizações.

 

Houve uma altura, na minha anterior vida, que sentia que perdia mais tempo a preparar apresentações em powerpoint do que a falar com os meus colaboradores.

 

Algo estava errado.

 

O mesmo se passa com a gestão da informação no Google Ads. Temos de evitar a ratoeira da estatística.

 

Já em vários artigos vos falei da enorme quantidade de informação que o Google Ads pode produzir. Ele são colunas com milhares de dados estatísticos, são relatórios pré formatados, são ferramentas de pesquisa de palavras chave, de análise de alcance de campanhas. Em fim, uma quantidade quase infinita de números, tabelas, gráficos.

 

Não negamos que informar e reportar é essencial. Não se consegue gerir aquilo que não se consegue ver.

 

Para o fazer temos no entanto que ter capacidade de síntese.

 

É aí que entra o Data Studio. Trata-se de uma ferramenta de gestão de dados e apresentações da Google. Permite-nos de uma forma simples, integrar todos os dados. Criar Relatorios.

 

É disso que vamos falar hoje.

Entretanto se tiver interesse, não hesite em ler outros artigos do Google Ads Para Todos sobre outras ferramentas essenciais;

 

Conteúdo

Como utilizar o Data Studio em combinação com o Google Ads?

Visão geral do Data Studio.

Como integrar os relatórios do Google Ads no Data studio?

Fazer um relatório sobre Google Ads no Data Studio.

Dicas sobre que informação é importante.

Partilhar a informação do Data Studio?

Visão geral do Data Studio

 

Para acedermos ao data studio basta irmos ao nosso browser e aceder datastudio.google.com.

criar um relatorio da conta google ads nodata studio

O data studio basicamente combina a importação de dados de diferentes ferramentas e depois permite que trabalhemos sobre essa informação e criemos relatórios que podem sem mais ou menos complexos.

Tudo começa por importar a origem de dados. Como podem ver, permite importar dados de tudo e mais alguma coisa,

origem de dados do data studio

Estas origens de dados podem ser importadas através de conetores.

 

O que isto significa é que eu posso ter disponível para fazer qualquer tipo de informação, por exemplo, o Google Analytics de que já falámos noutro artigo, todos os dados, em todas as datas e em todos os campos que existem no Google Analytics.

Como podem ver existem conetores para tudo e mais alguma coisa. Aqueles que podem estar mais relacionados com o Google Ads são,

 

  1. Google Analytics
  2. Google Ads
  3. Google My business
  4. Google sheets

Para além destes mais óbvios, podemos também recolher informação de outras ferramentas de marketing.  Alguns que são importantes e relacionados com a atividade de publicidade digital, são,

  1. Facebook Ads
  2. Linkedin Ads
  3. Tik Tok Ads
  4. SEmrush
  5. Ahrefs
  6. Etc…

Normalmente os conetores para estas ferramentas são pagos.

Uma coisa que utilizo bastante são as Google Sheets. Para importar informação que seja descarregável de algumas ferramentas. Faço download da ferramenta diretamente para Google Sheets e depois uso essa folha de cálculo como origem de dados.

 

 

Como integrar os relatórios do Google Ads no Data studio?

 

Vejamos como posso trabalhar os dados do Google Ads.

1º Passo: Faço a ligação com a origem de dados

conexão data studio com goolge ads

Escolho qual a propriedade que quero associar.

De notar que a conta de email a utilizar deverá ser a mesma.

Por simplicidade utilizo sempre a mesma conta gmail em quase todas as ferramentas. Já cheguei à conclusão que utilizar a conta empresarial numa ferramenta e depois a conta de gmail noutras, só complica.

Uma vez associado, passo a ter à minha disposição todos os campos de dados existentes no Google Ads.

dados do google ads no data studio

Fazer um relatório sobre Google Ads no Data Studio

 

Uma vez tendo estes dados à disposição, já posso começar a trabalha-los para criar o meu primeiro relatório sobre a atividade de uma determinada conta do Google Ads.

Mais à frente falaremos sobre que informação escolher para determinar os KPI’s de um determinado cliente.

Os meus relatórios são feitos com uma periodicidade mensal. Os meus clientes não têm paciência para ver relatórios com uma frequência maior. A mim parece-me uma periodicidade adequada. Afinal em menos de 1 mês as coisas que podem acontecer numa campanha são de alcance relativamente reduzido.

Por outro lado, a informação mensal, coincide também com o período de faturação. O Google ads é tipicamente pago ao mês ou quando se atinja um determinado valor antes disso.

Para criarmos um relatório, simplesmente clicamos em criar um relatório em branco ou no sinal + Criar.

criar um relatorio data studio

Também podemos recorrer às dezenas de templates disponíveis que nos permitem criar relatórios super profissionais diretamente da prateleira.

Já tenho utlizado esta opção para recolher alguns dados, ou alguns formatos que me parecem adequados à situação que pretendo retratar.

Estes são alguns dos exemplos de templates de google ads,

templates de relatotorios google ads em data studio

Há um pouco de informação para todos os gostos.

Se no entanto quiser criar um relatório de raiz, posso faze-lo. Posso usar toda a criatividade que quiser para criar um relatório super profissional.

Quem tenha alguma pratica com as ferramentas do Google, como seja o sheets, não terá dificuldade em criar um relatório.

Pode-se adicionar títulos e texto onde quisermos. Podemos inserir de forma muito simples qualquer tipo de formato de gráfico.

Podemos inserir imagens o que se pode revelar útil. Para começar o próprio logotipo de organização em todas as páginas parece obvio.

tipos de graficos no data studio

Uma vez inserido o tipo de gráfico, devemos parametrizar os dados que o vão alimentar.

Vamos utilizar um exemplo para demonstrar como é fácil.

Suponhamos que uma das coisas que eu mensalmente quero seguir com os stakeholder s de uma determinada companhia são o numero de cliques totais obtidos através do Google Ads.

É um exemplo um bocado boring. Mas pela simplicidade que reveste serve.

Primeiro escolho o tipo de gráfico de intervalos temporais,

Agora posso desenhar o tamanho que pretendo que o mesmo tenha e introduzo-o na página do meu relatório.

 

grafico de intervalos temporais do google data studio

Do lado direito posso parametrizar os dados de diferentes formas, datas, estilos, com ou sem comparação etc… Posso criar filtros, por exemplo se quero a informação só para alguma campanha em particular, etc… Posso ainda formatar o gráfico ao meu gosto. Mudar tamanhos de letra,

Este seria um exemplo de gráfico que eu poderia parametrizar. Teria adicionado uma linha de controle para que pudéssemos ver se estamos a atingir o objetivo mensal. Os dados estariam em colunas cor-de-laranja, teriam a etiqueta do numero a que correspondem. Poderíamos ter um controle adicionado, que nos permite filtrar por campanha os dados que queremos ver.

exemplo gráfico data studio

Tudo isto em ligação online com os dados. Ou seja, se os dados no Google Ads mudam o nosso relatório também muda. Fantástico, não é?

 

Dicas sobre que informação é importante

 

Este é um ponto fundamental. Não do Data Studio, mas da vida de um gestor em geral.

Em 30 anos de gestor, tenho-me sempre batido contra as diarreias de informação. Tive reuniões no banco em que trabalhava, que chegavam a durar 7 horas.

Nessas reuniões era típico levar com apresentações e 300 páginas. Cada página apresentava vários dados. Ou seja, milhares de números.

Ora, está mais do que provado, que isso é completamente useless. Pela simples razão de que não somos capazes de absorver tanta informação. E também pelo simples facto de que ficamos com pouco tempo para discutir o essencial.

Por isso, na minha humilde opinião, temos de nos concentrar em 3 a 5 dados, objetivos ou KPI’s.

Esses 3 dados, têm no entanto que espelhar claramente os nossos objetivos. Os nossos não, os da organização que estamos a servir.

A escolha de um KPI ou Key performance Indicator, deve ser consistente com aquilo que se pretende de uma campanha Google Ads.

Se o que estamos a tratar é de apresentar os resultados da nossa gestão de uma conta Google Ads, então foquemos naquilo que o nosso cliente, ou a nossa organização pretende alcançar.

A minha experiência diz-me que a maior parte das pessoas o que pretende é aumentar vendas.

Sobretudo nas PME’s a sensibilidade para outros objetivos de gestão mais holísticos é baixa.

As pessoas não estão tão preocupadas com criar awareness para a sua marca.

A marca nem sempre é estratégico na oferta de valor. O que é mesmo importante é vendas. Novos clientes. Dinheiro em caixa.

Ora isso, em geral, mede-se através do valor das conversões que as campanhas Google geram.

Portanto, esse é um dado obrigatório na maior parte dos casos. Mas, isoladamente serve de pouco. Porque temos de comparar aquilo que estamos a conseguir obter de valor (conversões) mas considerando quanto estamos a gastar. Isso leva-nos ao famoso ROAS: Return on ad Spend.

ROAS

 

Partilhar a informação do Data Studio?

 

Outra excelente opção que o Data Studio nos oferece é a possibilidade de partilharmos e difundirmos os relatórios de uma forma extremamente simples.

Como podemos ver pelo seguinte menu, existem diversas formas de o fazer.

partilhar relatorios com data studio

Podemos convidar pessoas para poderem editar ou ver o relatório.

Podemos agendar a entrega do relatório por email. É uma opção que uso bastante para garantir que os meus clientes recebem o seu relatório de marketing digital numa determinada data específica de cada mês.

Funciona de forma muito simples: Agendamos o envio e quando chega a data o destinatário recebe um email com a descrição e titulo que quisermos ao qual irá anexo um pdf com o relatório.

É ainda possivel partilhar o link para o relatório. É outra coisa ótima. Posso enviar o link e a pessoa que o recebe pode guarda-lo por exemplo nos seus favoritos. Sempre que quiser aceder aos dados, é simples. Basta clicar na URL e ficará atualizado com os últimos dados corridos para o relatório.

Por ultimo podemos descarregar o relatório para um pdf. O único problema com as versões pdf destes relatórios é que deixam de poder ter filtros automáticos. É sempre preferível que os utilizadores vejam no browser o relatório para aproveitar o seu máximo potencial.

E é tudo. Espero tenha aprendido alguma coisa de útil com este artigo. Se tiver alguma duvida deixe um comentário. Terei todo o gosto em lhe deixar a minha resposta.

Como pode ver, o Data Studio é muito importante para quem, em nome de terceiros gere uma conta de Google Ads. Em algum ponto teremos de reportar o que se está a passar.

Mas olhe que não é só para reportar. Pode ser extremamente útil para o próprio. Eu faço relatórios das minhas próprias empresas. Com a facilidade de atualização que nos permite, utilizo os meus relatórios para refletir sobre a evolução das minhas próprias empresas. Envio-me a uma determinada data do mês um relatório para o meu email. Assim nunca esqueço de avaliar os KPI’s que estabeleci para cada empresa.

A propósito, não se esqueça que este tema está também desenvolvido num vídeo de youtube do meu canal sobre Google Ads.

 

José Alexandre Trindade

 

 

 

 

 

 

José Alexandre Trindade

Bem Vindo ao nosso Blog

Acompanhe todas as notícias que vamos produzindo sobre Marketing Digital. 

Conteúdo atual e interessante sobre as várias ferramentas e canais de marketing digital. Desde novas tendências, até noticias sobre lançamentos recentes. 

Blogs Mais Interessantes
Blogs Mais Interessantes

Uso da Internet em Portugal